sexta-feira, 10 de abril de 2009

Egiptólogo espanhol descobre câmara funerária egípcia de 3.500 anos‏

Pinturas na tumba são trechos do famoso Livro dos Mortos egípcio (Foto: France Presse/CSIC)

Tumba está decorada com passagens do famoso Livro dos Mortos. Local abrigaria corpo de escriba da 'mulher-faraó' Hatshepsut.O egiptólogo espanhol José Manuel Galán descobriu uma câmara funerária pintada de 3.500 anos em Luxor, anunciou o Conselho Superior de Pesquisas Científicas (CSIC) da Espanha.A câmara, que faz parte do cemitério de Dra Abu El-Naga, tem as paredes e o teto completamente pintados com desenhos e hieróglifos do Livro dos Mortos e seria de Djehuty, uma autoridade da época, segundo o CSIC.Esse dignatário foi o escriba real, supervisor do Tesouro e supervisor dos trabalhos dos artesãos do rei sob as ordens de Hatshepsut, uma das poucas mulheres a assumir o cargo de faraó, filha de Tutmosis I, cujo reinado aconteceu entre os anos 1479 e 1457 antes de Cristo.A câmara, uma sala quadrada de 3,5 metros de largura e 1,5 metro de altura, é uma das primeiras a ter sido completamente decorada com pinturas da época.

Fonte:http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1046261-5603,00-EGIPTOLOGO+ESPANHOL+DESCOBRE+CAMARA+FUNERARIA+EGIPCIA+DE+ANOS.html

2 comentários:

Raquel e Marina disse...

Para ser Egiptóloga é preciso ter um curso na área de professora de história?

Salete Lemos disse...

Olá Raquel e Marina
Acredito que o curso deva ser na área de arqueologia, e que lógicamente o aluno estudará história.